Sindicalistas cariocas filiam-se ao PT nesta segunda (29)

Sindicalistas do Rio de Janeiro promoverão nesta segunda-feira (29) um ato político de filiação de cerca de 500 pessoas ao Partido dos Trabalhadores (PT). Na semana passada, 450 dirigentes sindicais de Cuiabá também filiaram-se ao PT.

É preciso ficar claro que, em ambos os casos, foram atos espontâneos da militância que está empenhada na valorização e no fortalecimento do partido. Já disse mais de uma vez e vou repetir: estes atos não são institucionais da CUT, como alguns jornais afirmaram.

Somos uma central sindical independente, que conta em seus quadros com dirigentes sindicais filiados a vários partidos políticos cujos projetos priorizam os interesses da classe trabalhadora.

No caso do ato desta segunda, a iniciativa foi de um grupo de sindicalistas cariocas que decidiu reagir politicamente aos ataques que o PT vem sofrendo nos últimos anos por parcela da mídia e do Poder Judiciário.

Este não é o primeiro momento da história política do país em que os sindicalistas CUTistas/petistas se mobilizam para fortalecer o partido. Em 2005, quando a direita sugeriu o impeachment do presidente Lula, um grupo de dirigentes coordenou um grande ato de filiação em São Paulo. O objetivo, como agora, foi resgatar a identidade operária da criação do partido, que sempre contou com a participação dos militantes dos movimentos sindical e social.

Ambas as iniciativas demonstram o compromisso da militância com o PT que a maioria de nós ajudou a fundar e é um partido de massa, popular, que governa para o povo. Essas iniciativas, no entanto, não caracterizam o engajamento institucional da nossa Central. Não somos orgânicos ao PT. E, assim como não admitimos interferência na administração da CUT, não interferimos na condução do Partido. Isso não impede, porém, que os dirigentes externem seus sentimentos, suas ideias, suas convicções. Afinal, lutamos muito pela redemocratização do país e não vamos abrir mão do nosso legítimo direito de nos expressar democraticamente.

O ato de filiação ao PT, que será realizado na sede do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, expressa o sentimento de sindicalistas CUTtistas/petistas que sentiram a necessidade de provar para o Brasil o vigor e a relevância que a militância tem na sustentação do PT.

Anúncios
por vagnerfreitascut

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s