A cassação de Cunha é uma questão de honra

Vagner-Executiva

No último dia 27, mais de 400 sindicalistas da CUT e de outras centrais  realizaram em São Paulo o “Encontro dos Sindicalistas Petistas” e definiram várias estratégias para defender as conquistas da classe trabalhadora e o fortalecimento do projeto de governo democrático e popular que apoiamos e ajudamos a eleger. Entre elas, está o #ForaCunha, grito de guerra das últimas marchas que realizamos junto com as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e na Marcha das Mulheres Negras.

No 12º CONCUT, em outubro, aprovamos uma Resolução que define alguns pontos da nossa luta dos quais não abrimos mão. Um dos pontos é a cassação do mandato do deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, que já perdeu totalmente a condição de ocupar um dos cargos mais importantes do país. Como presidente da Câmara, é ele quem determina os projetos que serão votados, e geralmente coloca em votação projetos prejudiciais à classe trabalhadora, como o PL 4330, da terceirização. Além disso, ele é o terceiro na linha de sucessão presidencial.

2016 é o ano da virada política e econômica

Como ficou claro nas resoluções do Concut e do Encontro dos Sindicalistas, 2016 tem de ser o ano da virada, tanto em relação à situação econômica quanto à política. E, para superar essas crises, o Congresso Nacional não pode ficar a mercê de um deputado acusado de corrupção, com provas de vários atos ilícitos praticados durante a vigência do mandato, como afirma a Procuradoria Geral da República e como provam os documentos que o Ministério Público da Suíça mandou para o Brasil provando que ele tem contas em bancos daquele país.

Cunha pode se defender, o que não pode é chantagear

Entendo que Eduardo Cunha tem direito a um julgamento isento que lhe dê todas as chances de se defender, mas, com todas as acusações que estão surgindo, ele não tem mais a menor condição de continuar exercendo seu mandato de deputado, muito menos de presidente da Câmara dos Deputados. Em especial porque estaria, segundo relataram vários jornais, usando o cargo para fazer chantagens. Se o Conselho de Ética aprovar a admissibilidade do processo de cassação, ele autoriza a abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

#ForaCunha

Exijo a cassação de Cunha como brasileiro, como petista e como presidente da CUT. E a minha intenção é a mesma expressada no documento dos sindicalistas e na Resolução do 12º Concut: trabalhar para ajudar o Brasil a superar a crise, sair desta agenda imposta pela oposição de caos total. Só assim o Brasil poderá continuar o processo de desenvolvimento econômico e social e a classe trabalhadora poderá ter novamente geração de emprego e melhoria da renda.

 

Anúncios
por vagnerfreitascut

Um comentário em “A cassação de Cunha é uma questão de honra

  1. REGRA DE APOSENTADORIA SOMENTE POR IDADE FOI APROVADA SOMENTE PARA AQUELES QUE ESTÃO INICIANDO NO MERCADO DE TRABALHO EM 2016 para os trabalhadores que ja estão fichados/atuando nao se aplica…DIZ…..PREZADO LUTE PARA QUE nunca VENHA ACABAR COM A PREZADO LUTE PARA QUE nunca VENHA ACABAR COM A APOSENTADORIA POR TEMPO DE SERVIÇO ou seja 35 anos para HOMEM e 30 para MULHER Por favor Ajude com todo movimento a não permitir a extinção/término da APOSENTADORIA POR TEMPO SERVIÇO DE 35 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO. E VALER SOMENTE APOSENTADORIA POR IDADE
    Caso você e toda EQUIPE seja voto vencido E A APOSENTADORIA PASSE A SER SOMENTE POR IDADE ou seja somente ao 65 ANOS não sendo considerado mais tempo de carteira (CLT) …… entrar com o plano B!!!

    PLANO B = EM NOME DOS TRABALHADORES QUE INICIARAM MUITO CEDO SUA CARREIRA PROFISSIONAL Aqui eu considero a seguinte ação, ja que esta casa (planalto) terminou com a aposentadoria POR TEMPO DE SERVIÇO/CONTRIBUIÇÃO que a regra dos 65 anos (somente por idade) seja aplicada somente para aqueles contribuintes que estão entrando no mercado de trabalho agora ( ou seja tirando sua carteira de trabalho no ano atual ) , onde a regra dos 65 anos não venha a afetar/prejudicar / penalizar os que já atuam e contribuíram com INSS por exemplo com 2,3,4 5, 7, 10, 20, 30, 33.etc..anos de trabalho e estão caminhando para regra anterior de 35 anos de trabalho + fator previdenciario /tempo de serviço com base no fator previdenciário ainda em força e que deve ser mantido.

    O impacto seria menor para aqueles que já estariam EMITINDO A CARTEIRA DE TRABALHO PELA PRIMEIRA VEZ EM 2016, já sabendo que estas PESSOAS estarão na regra de aposentadoria somente por 65 anos.
    No mesmo principio , NÃO DEIXEM ACABAR COM APOSENTADORIA POR TEMPO DE SERVIÇO (35 anos de carteira) mas se vocês forem vencidos aplicar o PLANO B , pois o combinado nunca sai caro , digo começar a trabalhar hoje sabendo que a aposentadoria será somente por idade, e que os trabalhadores que já atuavam tem direito adquirido me parece o mais razoável.
    Cuidado=Frase final ESTA SENDO A SEGUINTE A CONSTITUIÇÃO ESTA ACIMA DE QUALQUER DIREITO ADIQUIRIDO MESMO ESTE DO TRABALHADOR DE APOSENTAR COM 35 ANOS DE CARTEIRA ASSINADA…ENTÃO QUE SEJA PARA OS NOVOS TRABALHADORES SENHOR MINISTRO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s