No Assentamento Normandia, do MST, trabalhadores temem por Lula e por suas conquistas

Em Caruaru, onde fomos conhecer nesta quarta-feira, 13, a Agroindústria de Beneficiamento de Raízes e Tubérculos, criada dentro do assentamento Normandia, do MST, Lula abraçou muitos trabalhadores e trabalhadoras. Uma delas, dona Maria de Fátima, chamou a atenção de todos porque chorava muito.

 

Lula a consolou e perguntou porque chorava tanto. Ela respondeu que tinha medo que fizessem alguma maldade com o presidente, como fizeram com Dilma. E chorando ainda mais disse que tinha medo que o prendessem.

Ela me contou depois que tinha medo de perder o seu pedaço de terra, a possibilidade de produzir junto com outros companheiros e companheiras e poder viver do produto do trabalho na terra. Disse ainda que, depois de Lula nenhum brasileiro morreu de sede ou de fome, nem mesmo em períodos de seca com essa que atinge o Nordeste brasileiro que é uma das maiores do século.

O assentamento Normandia é uma conquista dos trabalhadores e trabalhadoras sem terra, que deu dignidade a uma centena de brasileiros que, antes mal conseguiam o suficiente para comer.

Em apenas um hectare de terra, os companheiros e as companheiras produzem entre dez e doze toneladas de raízes e tubérculos, como mandioca, batata e inhame.

lula2

caruaRU1Cerca de vinte pessoas embalam a vácuo, uma média de seis toneladas de raízes e tubérculos por semana. São sacos de dois, quatro e cinco quilos.

 

 

 

 

 

Lula quis aprender parte do trabalho feito pelos assentados e assentadas. caruaru

 

 

 

 

 

 

Mauricéia Matias, coordenadora da Agroindústria disse que eles fornecem alimentos para cerca de 40 mil estudantes e também para a Diocese de Caruaru, que entrega para o pessoal que constrói cisternas. No ano passado venderam mais de 4 milhões de reais.

O assentamento Normandia conta com um centro de formação, cooperativa, associação, agroindústria, escola multisseriada até o quinto ano e com um grupo de mulheres boleiras, estruturas ativas e de organização dos assentados e das assentadas. O Centro de Formação Paulo Freire é onde são realizados encontros e formações do MST em Pernambuco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s