Recado ao Temer: trabalhador não deve pagar o pato

Alô golpista, quer equilibrar as contas? É fácil, aumente  imposto dos mais ricos

O governo golpista de Temer diz que é preciso tirar direitos com reformas da Previdência e da CLT para gerar emprego – Lula gerou mais de 20 milhões sem mexer na CLT – e “equilibrar” as contas públicas.

Se eles quisessem mesmo equilibrar o orçamento, poderiam fazer isso sem injustiça social.

Que tal resolver os problemas das contas aumentando os impostos dos mais ricos que pagam muito pouco e diminuindo os dos que ganham menos?

Hoje, uma pessoa que 320 salários mínimos (R$ 281.600) paga menos imposto do que o que ganha de 7 a dez salários mínimos (R$ 6.160 a R$ 8.800)

A gráfico abaixo mostra bem essa situação, conforme cresce a renda da pessoa, a base de cálculo do imposto de renda cai (coluna vermelha), e os rendimentos isentos de imposto (coluna azul) aumentam.

grafico-renda

Isso acontece principalmente porque a renda dos mais ricos que vem na maior parte dos dividendos pagos (lucros distribuídos) pelas empresas aos acionistas deixaram de ser tributados (15% na fonte) a partir de 1996, quando FHC  acabou com a cobrança. Essa foi mais uma boa ação dos tucanos para beneficiar seus amigos ricos.

Segundo estudo do Ipea (aqui), se essa cobrança fosse reestabelecida, a receita tributária aumentaria cerca de R$ 43 bilhões e resolveria em grande parte o déficit das contas públicas, sem precisar acabar com a aposentadoria das pessoas, nem arrochar o salário dos servidores e sucatear a educação e saúde públicas.

Além do imposto de renda que come a maior parte dos salários, os trabalhadores ainda pagam vários outros tipos de impostos. IPTU, IPVA e o ICMS que está presente em tudo.  Qualquer coisa que o trabalhador compra tem imposto embutido. Estou falando do arroz, do feijão, da carne, do leite. Os produtos básicos que todo mundo precisa.

Anúncios
por vagnerfreitascut Com a tag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s