Previdência: seu direito está em risco

Cartilha da CUT alerta

Se não pressionarmos o Congresso Nacional, mais uma perversidade contra o povo pode ser aprovada 

A CUT publica cartilha sobre os riscos que a reforma da Previdência Social proposta pelo governo golpista de Temer representa para trabalhadores/as do campo e da cidade, em especial mulheres, professores e trabalhadores rurais que terão de trabalhar muito mais e receber um benefício menor.

A cartilha desmonta argumentos usados pelos golpistas, como o de que há rombo nas contas da Previdência e que os brasileiros se aposentam muito cedo. Na verdade, sobram recursos que são usados para pagamento de juros que engordam o lucro dos banqueiros. Quanto à média de idade da aposentadoria no Brasil, há regiões onde os trabalhadores vão morrer antes de se aposentar se a idade mínima de 65 anos for aprovada.

A reforma de Temer vai beneficiar os mais ricos, sufocar os/as trabalhadores/as e entregar a previdência para as instituições  financeiras que, junto com os empresários, financiaram o golpe e agora cobram a conta.

Clique aqui e leia a Cartilha que mostra o que de fato está por atrás dos números e dos discursos dos golpistas.

A CUT orienta seus sindicatos, dirigentes e militantes a fazerem cópias, caseiras ou em gráficas profissionais, para subsidiar os debates que necessariamente devem ser mantidos e ampliados sobre o tema. Se a sociedade não for alertada, se não nos organizarmos e pressionarmos o Congresso Nacional, mais uma perversidade contra o povo pode ser aprovada e comemorada pelos parlamentares.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s